Presos por atentados no Rio serão enviados para presídios federais

Acordo fechado entre o governador Sérgio Cabral e a Justiça estadual determina que criminosos detidos sejam mandados para presídios de segurança máxima

Talita Figueiredo - O Estado de S. Paulo,

25 Novembro 2010 | 00h27

RIO - O governador do Rio, Sérgio Cabral Filho, fez um acordo nesta quarta-feira, 24, com a Justiça estadual para que todos os criminosos que forem presos por participação nos atentados sejam enviados para presídios federais de segurança máxima.

 

Veja também:

linkAtaque a ônibus termina com motorista baleado na zona norte

linkOnda de violência no Rio chega à imprensa estrangeira

linkDesde domingo, 22 suspeitos morreram em confronto

linkTurismo teme prejuízos por causa da violência

especial'Só UPP não vai resolver o problema de segurança'

mais imagens Veja fotos da onda de ataques no Rio

mais imagens Caixa coloca Esquadrão Antibomba em ação

forum Presenciou algum ataque? Conte-nos como foi

 

Ontem, a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária do Rio de Janeiro transferiu oito traficantes acusados de articularem os ataques que estão assustando cariocas desde domingo para o presídio federal de Catanduvas (PR).

 

A autorização para a transferência foi dada pelo Tribunal de Justiça, que atendeu a pedido do secretário Estadual de Segurança, José Mariano Beltrame.

 

Segundo o TJ, deixaram presídios do Rio Willian Rodrigues Vieira, o Robocop, Márcio Aurélio Martinez Martelo, o Bolado, Antonio Jorge Gonçalves dos Santos, o Tony Senhor da Armas, Wanderson da Silva Brito, o Paquito, Roberto Célio Lopes, o Robertinho do Vigário, Marcelo Tavares da Silva, o Marcelo Abóbora, Claudio Henrique Mendes dos Santos, o Chuca, e Mauri Alves Ribeiro Filho, o Cocó.

Mais conteúdo sobre:
Violência ataques traficantes Rio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.