Presos rebelados em Guarulhos liberam quatro reféns

Quatro agentes penitenciários que estavam sendo mantidos reféns desde o início da tarde desta segunda, dia 1º, foram liberados pelos presos rebelados do Centro de Detenção Provisória (CDP) I de Guarulhos, na Grande são Paulo. Sete agentes permanecem reféns.Os detentos se rebelaram por volta das 14h15, após uma tentativa de fuga frustrada. Ao serem impedidos, renderam 11 agentes penitenciários. Nenhum preso conseguiu fugir. Segundo a Secretaria de Administração Penitenciária, não há informações sobre feridos e as negociações continuam. O CDP I de Guarulhos tem capacidade para 768 presos, mas abriga 1.467 detentos.CampinasNa manhã desta segunda, presos dos Centro de Detenção Provisória (CDP) iniciaram uma rebelião, em Campinas, e fizeram nove funcionários reféns. Um agente penitenciário foi ferido de raspão e seis detentos conseguiram fugir pela porta da frente em três carros. A Policia Militar localizou uma granada e dois revólveres. Apenas um dos fugitivos, Sidney Silva Ferreira, foi recapturado.A rebelião começou por volta das 8 horas da manhã quando agentes impediram que mais presos conseguissem fugir. Houve troca de tiros.O CDP está com 1.151 detentos e a capacidade é para 768. O CDP é uma das seis unidades do Complexo Penitenciário Campinas-Hortolândia que abriga cerca de 7 mil presidiários.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.