AO VIVO

Acompanhe notícias do coronavírus em tempo real

Presos rebelam-se em penitenciárias do Mato Grosso do Sul

Detentos de Mato Grosso do Sul, iniciaram hoje, por volta de 12h locais, uma série de rebeliões nos presídios do Estado. Os visitantes, que chegaram em número bastante expressivo devido ao Dia das Mães, ficaram assustados.A primeira rebelião começou exatamente às 12h, no Presídio de Segurança Máxima de Campo Grande, onde quatro agentes penitenciários foram feitos reféns. Colchões foram queimados e um preso ficou intoxicado pela fumaça e acabou hospitalizado.Acenando bandeiras do PCC, os presidiários começaram a matar companheiros de cela. O Corpo de Bombeiros confirmou os assassinatos de três e ferimentos graves com golpes de faca em outros quatro detentos.Existem reféns e grande confusão nos presídios de Três Lagoas, Dourados, Corumbá e Ponta Porá. De um modo geral as informações ainda não estão totalmente confirmadas. Sabe-se que existem visitantes, agentes penitenciários reféns e presos feridos.A Polícia Militar de Mato Grosso não confirma tratar-se de um movimento liderado pelo Primeiro comando da Capital (PCC). No estado de São Paulo, desde sexta-feira, o PCC vem atuando e há mais de 60 unidades rebeladas. Além disso, aconteceram mais de 100 ataques a repartições policiais. Desde o início dos ataques até a tarde deste domingo, 35 pessoas foram mortas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.