Presos rendem agente prisional em rebelião no Pará

Detentos teriam se revoltado com a superlotação e a falta de água na unidade

Solange Spigliatti, estadao.com.br

16 Outubro 2008 | 20h31

Um grupo de presos se rebelou no começo da manhã desta quinta-feira, 16, e mantém um agente prisional como refém, no Centro de Triagem do Sistema Penal, em Ananindeua, no Pará.   Segundo a assessoria de imprensa da carceragem, na hora do café, os detentos, que estão no local como presos provisórios, aguardando julgamento, iniciaram um motim, fazendo um agente refém, utilizando armas artesanais.   Os detentos teriam se revoltado com a superlotação e a falta de água na unidade e pedem a transferência de alguns deles para outros presídios.   Por volta das 11h30, um juiz já havia conversado com os presos e a situação já estava mais calma, mas ainda não haviam liberado o refém.   Segundo a polícia, o centro tem capacidade para 200 presos e não foi divulgado o número de presos no momento.

Mais conteúdo sobre:
presos agentes rebelião pará

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.