Presos rendem policial civil e fogem de delegacia em Sergipe

Ao menos 21 detentos conseguiram escapar; delegacia na região metropolitana de Aracaju ficou completamente destruída

Antonio Carlos Garcia, Especial para O Estado

22 de julho de 2014 | 16h01

ARACAJU - Pelo menos 21 detentos que estavam custodiados na 5ª Delegacia Metropolitana, em Nossa Senhora do Socorro, na região metropolitana de Aracaju, fugiram na manhã desta terça-feira, 22, depois de renderem o policial civil Murilo Messias dos Santos, no momento em que ele foi servir o café da manhã.  

Santos foi imobilizado, teve sua arma - uma pistola calibre ponto 40 - tomada e só não foi enforcado porque policiais militares chegaram a tempo, depois dos gritos de socorro de outros presos que preferiram não fugir. A delegacia tinha 42 presos custodiados.

"Quando fui servir o café, não vi que a grade estava serrada e um deles saiu de um  buraco, me rendeu, colocou a corda no meu pescoço e me deixou preso na grade. Eu lutei, me arrastei para me livrar da corda. Fiz muita força para respirar", contou o policial civil. Ele disse que foi bastante agredido e a todo momento os presos disseram que ele tinha que morrer.

Na hora da fuga, os presos destruíram tudo que podiam dentro da delegacia. Portas e armários, onde estavam laudos periciais, foram arrombados. No momento em que aconteceu a fuga, havia apenas dois policiais civis para tomar conta de todos os presos. Em todas as delegacias da capital e região metropolitana existem 500 presos custodiados. Os fugitivos não foram recapturados pela polícia.

Mais conteúdo sobre:
AracajuSergipe

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.