Presos saem pela porta da frente da cadeia de Itararé, no interior de SP

Durante fuga, os policiais locais estavam ocupados em dar segurança aos blocos que desfilavam pelas ruas da cidade neste último domingo

José Maria Tomazela, SOROCABA,

20 Fevereiro 2012 | 14h56

Com a polícia ocupada em dar segurança aos blocos que desfilavam nas ruas da cidade, 33 presos aproveitaram a falta de vigilância para fugir da Cadeia Pública de Itararé, a 350 km de São Paulo, no final da tarde deste último domingo, 19.

De acordo com a Polícia Civil, os presos renderam o único carcereiro e arrebentaram os cadeados do portão principal do prédio. A cadeia tem capacidade para 30 presos, mas estava com 61 detentos quando ocorreu a fuga.

 

Moradores vizinhos presenciaram a saída em massa dos presos e avisaram a polícia. Rapidamente foi montado um cerco nas ruas próximas. Nas primeiras horas após a fuga, 18 detentos já haviam sido recapturados. As buscas prosseguiram durante a noite em bairros da cidade.

Segundo os policiais, os fugitivos tiveram dificuldade para encontrar esconderijos e muitos acabaram se entregando. Até a tarde de ontem, apenas oito presos continuavam foragidos. Dois deles teriam tomado um ônibus com destino a Sengés, no Paraná.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.