Presos são baleados por policiais no Espírito Santo

Oito presos da Casa de Custódia de Vila Velha, no Espírito Santo, foram baleados nesta terça-feira, 17, por policiaismilitares que faziam a revista. Segundo o coronel Carlos Eduardo Manhago, comandante do Policiamento Ostensivo Metropolitano da PM capixaba, houve uma tentativa de fuga em massa, impedida pelos guardas, que atiraram nos detentos. Dois deles estão internados em observação. Os outros seis tiveram ferimentos leves ereceberam alta. O incidente ocorreu por volta das 8 horas, quando os PMsretiravam os internos das celas para levá-los ao pátio daunidade. De acordo com o coronel Manhago, foi durante o café da manhã que eles tentaram escapar da casa de custódia. "Os presos atacaram os guardas, que tiveram de usar munição comum, e não de borracha", disse o coronel. "Eles seguiram os procedimentos e atingiram uma região não letal", afirmou. O preso Julianderson Porto Pereira, internado noHospital Dr. Dório Silva, no município de Serra, levou um tiro no tórax, que se alojou na mandíbula. Daniel Pimentel dos Santos que está no Hospital São Lucas, em Vitória, foi alvejado num dos braços. Eles não correm risco de vida.A Secretaria de Justiça do Espírito Santo negou quetenha havido princípio de rebelião - informou apenas que ospresos atacaram os guardas. O coronel Manhago disse que elestentaram, sim, sair da unidade, e esclareceu que foi necessário o uso de armas letais. O comandante explicou que o Batalhão de Missões Especiais controlou a situação em 40 minutos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.