Presos são torturados durante rebelião em SP

Quatro presos foram torturados durante pelo menos cinco horas pelos colegas durante uma rebelião ocorrida entre a noite desta quarta-feira e a manhã desta quinta, na Cadeia Pública de Itapeva, a 285 quilômetros de São Paulo.Eles foram pendurados de cabeça para baixo nas grades e espancados. O preso Edson Rodrigues de Camargo, bastante ferido, foi internado na Santa Casa local.A cadeia tem 104 detentos. O motim teve início por volta das 20 horas desta quarta-feira, quando os carcereiros frustraram uma tentativa de fuga por um buraco aberto na cela 7.Os presos iniciaram um quebra-quebra e tomaram como reféns quatro colegas suspeitos de terem delatado o plano de fuga.Eles passaram a fazer exigências para soltar os reféns, como a ampliação do horário de visitas, revisão de processos e melhoria da alimentação.O delegado seccional, Hamilton Giafratti, negociou com os rebelados durante toda a noite. Eles concordaram em soltar os reféns, mas continuaram amotinados.O delegado atendeu a uma das exigências dos presos, ampliando em uma hora o tempo de visitação.Por volta das 10 horas desta quinta-feira, a rebelião foi encerrada. Na revista das celas, foram apreendidos estiletes e armas improvisadas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.