Presos se casam em cerimônia coletiva no Carandiru

Presos do Complexo Penitenciário do Carandiru se casam hoje em cerimônia ecumênica, realizada por um pastor evangélico da Igreja Universal do Reino de Deus. Os 62 presos e suas noivas já estão na Casa de Detenção, que faz parte do complexo, esperando o início da celebração, que estava previsto para às 10 horas. Porém, o casamento coletivo foi adiado por uma hora devido a um tumulto na Penitenciária 3. O número de pessoas que chegaram para assistir ao evento é superior ao de convidados. Muita gente deve aguardar o final da cerimônia do lado de fora do complexo penitenciário. A segurança foi reforçada no local. Também fará parte da celebração um juiz de paz.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.