Presos se rebelam em delegacia de Belo Horizonte

Presos da Delegacia de Furtos e Roubos, no bairro Barro Preto, em Belo Horizonte, se rebelaram no início da manhã desta segunda-feira, 28, em protesto contra a superlotação da carceragem e exigindo transferência para penitenciárias do Estado. De acordo com a Polícia Civil, o princípio de rebelião começou às 5h30. Os presos colocaram fogo em colchões e depredaram três celas. A delegacia foi cercada por policiais, que usaram bombas de efeito moral para acabar com o tumulto. Conforme a Polícia Civil de Minas Gerais, o motim foi controlado ainda pela manhã e ninguém ficou ferido. Os presos rebelados foram levados para o pátio da delegacia. Considerada um verdadeiro "barril de pólvora", a carceragem da Furtos e Roubos tem capacidade para 80 presos, mas atualmente comporta 480 detentos nas suas 21 celas. De acordo com a Polícia Civil mineira, até o final de setembro, as carceragens da Furtos Roubos e da 9ª delegacia Distrital de Venda Nova serão desativadas e todos os presos transferidos para a penitenciária de São Joaquim de Bicas, na região metropolitana da capital.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.