Presos se rebelam em delegacia em SP

Os presos recolhidos à carceragem do 35º DP - Vila Guarani, no bairro do Jabaquara, Zona Sul, rebelaram-se no início da noite de sábado em protesto contra a superlotação. Ateando fogo em colchões e cobertores, os mais exaltados ameaçaram executar seus próprios companheiros de prisão. Muitas carceragens de delegacias já foram desativadas, mas ainda restaram várias. A do 35º DP tem apenas quatro celas, abrigando uma população de 187 detentos, quando o limite máximo seria de 24.O tumulto começou por volta das 20 horas de sábado, quando um grupo de cerca de 20 presidiários tentou fugir. Impedidos, iniciou-se a rebelião, com gritarias e ameaças. À 1h, depois de breve negociação, a situação aparentemente se acalmou. Mas só por duas horas, e o tumulto recomeçou. Desta vez, porém, não houve acordo e internos passaram a preparar uma grande fogueira.Até amanhecer, havia uma informação que um preso teria sido atirado no fogo e vários outros ameaçados de morrer da mesma forma - o que ainda não foi confirmado pela polícia. Foram ouvidos disparos durante a madrugada, mas também não se confirmou se algum dos rebelados foi atingido ou se algum deles estaria armado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.