Presos suspeitos de espancamento e morte

A Polícia Civil deteve entre a noite de ontem e a madrugada de hoje, 10 adolescentes acusados de participar do espancamento e morte do estudante Amilton José Machado de Souza Júnior, de 15 anos, por volta do meio-dia de ontem, em frente à Escola Estadual Adalberto Nascimento, no bairro Taquaral. Entre os detidos estavam três meninas e A.O., de 16 anos, acusado de ter disparado o tiro que matou o estudante. Os suspeitos foram localizados nos bairros Lafaiete Álvaro e 31 de Março, na periferia de Campinas. Dos 10 detidos, quatro meninos que participaram efetivamente a agressão ao estudante e o autor do disparo foram encaminhado ao Internato Jequitibá, de Campinas, por determinação da Vara da Infância e da Juventude. A.O. tinha passagem pela Unidade de Internação Provisória (UIP), de Campinas, acusado de roubo. Segundo a polícia, o crime foi motivado por vingança. Souza Júnior tentou se aproximar da namorada de A.O., que também estuda na escola Adalberto Nascimento. Ela contou o fato ao namorado, que chamou amigos para praticar a vingança. A diretoria da escola suspeitou do grupo em frente ao prédio, e chegou a chamar a polícia, às 11h30. Os policiais somente chegaram ao local depois do crime ter ocorrido. O estudante, que morreu no local, foi enterrado hoje de manhã no Cemitério da Saudade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.