Presos suspeitos de matar aposentado em Campinas

A polícia de Campinas prendeu hoje dois suspeitos do assassinato do aposentado Mário Farinasse Marchi, de 69 anos, espancado até a morte na noite de sábado, na sua chácara, em Campinas. A mulher de Marchi, Geny, de 70 anos, também foi violentamente agredida, está internada em estado grave e corre risco de vida. Os irmãos Marcos e Mário Santana de Souza, de 23 e 20 anos, foram detidos e se acusaram mutuamente. Segundo a polícia, Marcos foi o primeiro a ser preso na casa onde mora, em uma chácara vizinha a dos Marchi. Ele acusou o irmão Mário de ser responsável pelo crime. Mário foi detido em seguida, no trabalho, e afirmou que a agressão partiu de Marcos e de um primo, identificado como Eli, e que ainda permanece foragido. Os irmãos foram meeiros na chácara dos Marchi até o início deste ano. A polícia tem informações de que houve divergência entre o casal de aposentados e os meeiros por conta do preço pago pela safra de café. Os trabalhadores rurais deixaram a chácara e se instalaram para trabalhar na propriedade vizinha. A Chácara Aparecida, que pertence à família Marchi, fica no Jardim Bonsucesso. O casal morava no local há 50 anos. Os criminosos invadiram a propriedade no sábado à noite e cortaram a energia elétrica. Marchi foi até a caixa de força para verificar qual era o problema, quando os bandidos o atacaram e agrediram. Amarrado com um elástico, foi deixado sobre um formigueiro. O aposentado chegou a falar com uma filha antes de ir até a caixa de força, e contou que a propriedade estava sem luz. Depois de atacar Marchi, os bandidos religaram a energia e foram até a casa, onde agrediram Geny. A filha do casal tentou falar novamente com o pai por telefone para saber se o problema tinha sido resolvido e, como não houve resposta, se deslocou até a chácara. Marchi foi levado ao Hospital Municipal Mário Gatti, mas chegou morto. Geny passou por uma cirurgia para a remoção de um coágulo no cérebro e seu estado é muito grave, informou o hospital.A polícia suspeitou de vingança porque os criminosos não roubaram nada da propriedade. Dois carros que pertenciam ao casal permaneceram fechados na garagem. O aposentado foi sepultado ontem à tarde. Há 50 anos na chácara, o casal nunca havia sido roubado. A polícia pediu prisão temporária contra os jovens e eles deverão aguardar as investigações detidos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.