Presos tentam fuga em massa em Mogi-Guaçu

Os presos da cadeia de Mogi-Guaçu, 172 quilômetros ao norte de São Paulo, tentaram uma fuga em massa, contida pelos policiais de plantão, depois de vários protestos contra a superlotação do local. Pelo menos 70 detentos tentaram escapar na noite deste domingo, dois dias após a divulgação de uma liminar judicial que proíbe a entrada de novos presos. O local tem capacidade para 24 pessoas e abriga 129.Por falta de espaço nas quatro celas, parte dos presos dorme no pátio. Eles serraram uma grade que dá acesso ao teto de uma galeria e tentaram pular o muro com a ajuda de uma corda feita de lençóis. Os policiais perceberam a tentativa de fuga e dispararam vários tiros para o alto, provocando o recuo do grupo.A superlotação da cadeia de Mogi-Guaçu, que recebe também suspeitos detidos em Mogi-Mirim e Itapira, já provocou diversas manifestações dos próprios presos. Há uma semana, eles impediram a entrada de três homens detidos em Itapira, que ficaram várias horas no corredor da cadeia antes de serem finalmente admitidos, e ensaiaram uma greve de fome contra a superlotação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.