Presos traficantes que se escondiam na Fiocruz com apoio de funcionário

Homens teriam envolvimento com facção criminosa do Rio e, alguns, seriam fugitivos do Alemão

Tiago Rogero e Priscila Trindade, estadão.com.br

10 Agosto 2011 | 09h43

RIO - Cinco homens, suspeitos de envolvimento com o tráfico de drogas, foram presos na madrugada desta quarta-feira, 10, em Manguinhos, na zona norte do Rio. Segundo a polícia, os criminosos se escondiam "junto às instalações da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz)" para não serem capturados em eventuais operações policiais nas favelas do Mandela e Manguinhos, próximas à fundação.

Os suspeitos foram surpreendidos pelos agentes dentro das instalações da Fiocruz. Marcelo Cardoso, que trabalhava como auxiliar técnico da fundação, foi preso pelos agentes, em companhia dos traficantes, dirigindo um Palio Weekend com identificação do instituto.

 

O funcionário ajudava os rapazes, identificados como Macarrão, Sombra, Ratinho, Magno e Zé Rolinha, a entrarem e se esconderem na fundação. Descritos pela Polícia Civil como "cinco dos maiores traficantes de uma facção criminosa", alguns passaram um período escondidos no Paraguai. Entre os presos, há também traficantes que fugiram do Complexo do Alemão após a ocupação pelo Exército em novembro de 2010.

 

Segundo a delegada Valéria de Aragão, titular da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente

(DPCA), as investigações tiveram início há cerca de um mês, a partir das ações para combater a venda de crack e o envolvimento de menores na comunidade do Mandela, em Manguinhos.

 

Com eles, segundo a polícia, foram apreendidos um fuzil AK-47, quatro pistolas, sendo três Glock e uma Rugger, além de drogas. Eles foram detidos durante operação comandada pela Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), com apoio de 10 equipes.

 

Baixada Fluminense. Outras sete pessoas foram presas por volta das 6 horas no Morro da Covanca, em Duque de Caxias, suspeitas de ligação com o tráfico de drogas na região. Durante a operação, os policiais militares do 15º BPM (Duque de Caxias) apreenderam uma espingarda, uma pistola e drogas. Os agentes foram até o local para checar denúncia anônimas sobre pontos de venda de drogas.

 

Atualizado às 14h55

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.