Presos usam corda de lençóis para fugirem da cadeia

Usando uma "tereza" - corda feita com lençóis - para escalar o muro, 21 presos conseguiram fugir da Cadeia Pública de Salto, na região de Sorocaba. Onze deles já foram recapturados. A cadeia, com capacidade para 48 detentos, tinha 105 presos na hora da fuga. Os detentos conseguiram furar a laje de uma das celas e escaparam pelo telhado do prédio, na noite de ontem. De lá, eles usaram a "tereza" para pular o muro que dá para a área externa da prisão. A cadeia era vigiada por dois carcereiros e um policial civil. Ao perceber a fuga, o policial disparou para o alto, a fim de dissuadir os demais presos. A cadeia fica na área urbana e os fugitivos correram pelas ruas, causando pânico entre os moradores. Um deles foi preso escondido no guarda-roupa de uma casa vizinha da prisão. Na revista das celas, foram encontradas uma broca, uma serra e uma alavanca usadas para furar a laje. O delegado Moacir Mendonça abriu sindicância para apurar se houve facilitação da fuga.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.