Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Previsão é de mais chuva amanhã e temporal na 6ª

A baixa da maré contribuiu para facilitar o escoamento das águas dos rios que transbordaram por causa das chuvas que causaram enchentes em pelo menos sete cidades do sul de Santa Catarina. Porém, amanhã, deve voltar a chover em diversas regiões do Estado. Na sexta-feira, a situação pode piorar, com a chegada de nova frente fria e risco de temporais, descarga elétrica, queda de granizo e ventos fortes.

Júlio Castro e Elder Ogliari, O Estadao de S.Paulo

15 de setembro de 2009 | 00h00

A Defesa Civil de Santa Catarina mantém o alerta, considerando a frequência de chuva acima da média prevista para o mês de setembro. O solo permanece encharcado e vulnerável, levando a deslizamentos, em especial no litoral e na região do Vale do Rio Itajaí. O órgão calcula que 183 mil pessoas foram atingidas pelas chuvas. Permanecem em situação de emergência 68 municípios.

A secretária nacional de Defesa Civil, Ivone Valente, em visita ao Estado, informou que muitas pessoas já começaram a retornar para suas propriedades, a fim de tentar reconstruí-las. Informou que um relatório dos danos, base para a elaboração de um plano de trabalho, está praticamente concluído e servirá para a liberação imediata de R$ 26 milhões para reparação dos estragos.

O Rio Grande do Sul contabilizou ontem 2,2 mil famílias desabrigadas e 2,6 mil desalojadas, quatro rodovias interrompidas e 13 municípios em situação de emergência. Há famílias fora de suas casas em quase todas as regiões do Estado.

Ontem, os rios começaram a baixar, nas regiões próximas às cabeceiras e aos cursos médios. Em São Sebastião do Caí, o Rio Caí baixou 3 metros, depois de ter saído de seu curso no sábado. Apenas 3 das 73 famílias desabrigadas voltaram para suas casas. Hoje não deve chover, mas a expectativa para o restante da semana é de tempo ruim.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.