Primeira grande loja de varejo da Rocinha é assaltada no Rio

Grupo invadiu Ricardo Eletro no fim do expediente e levou dinheiro e eletrônicos; polícia investiga

Fábio Grellet, O Estado de S.Paulo

13 de dezembro de 2011 | 19h17

RIO - Primeira loja de uma grande rede de varejo a se instalar na favela da Rocinha, em São Conrado, zona sul do Rio, a Ricardo Eletro foi assaltada na noite de segunda-feira, dois meses após a inauguração. A Rocinha está ocupada por forças de segurança desde 13 de novembro, mas a polícia não chegou a tempo de evitar o roubo.

Segundo a polícia, um grupo com pelo menos quatro criminosos chegou à loja no final da tarde, próximo ao horário em que o expediente é encerrado. Armado com revólveres e pistolas, o grupo rendeu os funcionários, foi ao local onde o dinheiro é armazenado, recolheu sacolas de dinheiro e, em seguida, foi até o estoque.

 

Lá recolheu objetos eletrônicos e conseguiu fugir. Como os criminosos demonstraram saber onde o dinheiro era guardado, a polícia investiga se houve colaboração de algum funcionário.

A loja, com 680 metros quadrados e três pavimentos, foi inaugurada em 19 de outubro, após investimento de R$ 1 milhão. Pelo menos 35 moradores da comunidade trabalham nessa unidade. A reportagem não conseguiu falar com a assessoria da loja.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.