Primeira morte no carnaval baiano

O vendedor de frutas Wagner Pereira Souza, de 23 anos, morreu na manhã de hoje depois de receber uma facada no pescoço desferida por Gildemar de Jesus Santos de 21 anos. O crime ocorreu no centro de Salvador e é a primeira morte relacionada com o carnaval registrada pela polícia baiana dentro da área da folia este ano. Foliões que passavam pelo local no momento da briga imobilizaram o agressor e passaram a espancá-lo. Ele só não foi linchado devido à chegada de um grupo de policias. Souza foi levado para o Hospital Geral do Estado, mas não resistiu ao ferimento. O assassino, depois de medicado, foi transferido para a 1ª Delegacia de Polícia de Salvador e indiciado pela morte. Agressões Muitas agressões foram registradas nos postos policiais espalhados pela cidade. Geralmente grupos de bandidos cercam foliões incautos e os agridem para roubar seus pertences, principalmente na passagem dos trios elétricos que provocam grande confusão. No entanto, há casos em que o lado mais frágil acaba agredindo o lado mais forte. Foi o que ocorreu com Gildásio Souza Santos que brincava na Praça Castro Alves na madrugada de hoje e convidou uma mulher identificada pelo pré-nome de Rita para ir a um motel. Uma amiga de Rita não gostou da "cantada" sacou uma faca e esfaqueou Santos no tórax. As duas mulheres fugiram enquanto a vítima era levada para o Hospital Geral do Estado e medicada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.