Primo de Alckmin é vítima de atentado

O radialista João Carlos Alckmin, de 55 anos, foi vítima de novo atentado ontem em São José dos Campos, interior de São Paulo. João, que é primo de terceiro grau do ex-governador Geraldo Alckmin, levou dois tiros. Um deles atingiu o pescoço e outro transpassou o braço. As balas não atingiram órgãos vitais. Ele está internado na Santa Casa e passaria por cirurgia para retirar a bala alojada no pescoço. A polícia suspeita que o atentado tenha sido articulado pela máfia dos caça-níqueis que João denunciou em seu programa. Em julho, criminosos já haviam tentado matá-lo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.