Principais aeroportos do País têm movimentação tranqüila

Os principais aeroportos do país tinham movimento tranqüilo na manhã desta quarta-feira, 14, segundo reportagem da Rádio Eldorado. Em São Paulo, a situação era tranqüila nos dois aeroportos. Em Congonhas, onde susto na noite de terça-feira, 13, quando um avião da empresa Pantanal teve que fazer pouso forçado devido a um problema no motor, apenas dois vôos estavam atrasados às 9h30, um da empresa Pantanal, com mais de duas horas de atraso, que ia para Araraquara, e outro vôo para Brasília. As filas nos guichês estavam pequenas. Já em Cumbica, as partidas dos vôos domésticos estavam em seus horários programados, apenas um vôo que deveria partir às 6h30 para Ourinhos, ainda não havia decolado até às 9 horas. O movimento era pequeno no saguão do aeroporto e não havia filas nos guichês. No Rio de Janeiro, os aeroportos Tom Jobim e Santos Dumont operavam normalmente, mas com alguns vôos atrasados, mas sem causar transtornos aos passageiros. Em Curitiba, no Aeroporto Afonso Pena, o movimento era pequeno e o atendimento nos guichês era feito em até 10 minutos. Os 15 vôos previstos para decolagens estavam no horário e não havia cancelamentos. No Aeroporto Juscelino Kubitschek, em Brasília, um vôo da Varig, com destino para São Paulo, estavam com atraso de uma hora. Já em fortaleza, os 12 vôos programados, quatro chegas e oito partidas, estavam dentro do horário previsto. Dois vôos, um da BRA e outro da TAM, foram cancelados. Atraso por pane Em Campo Grande, em MT, um avião da TAM que faria o vôo de 5h15 para Congonhas, estava retido no aeroporto internacional da cidade. Segundo informações da empresa, houve pane no sistema de computadores da aeronave, quando estava preparada para decolar. Uma equipe de técnicos estava realizando o reparo do avião, na pista do aeroporto. Quase cem passageiros que já estavam no interior do Boeing às 4h30, tiveram que desembarcar e aguardar novas acomodações. Ainda conforme a TAM, os passageiros estavam sendo acomodados nos próximos vôos, de acordo com a conveniência de cada um. Houve um princípio de tumulto, com muitas reclamações, principalmente sobre a necessidade de realizar novo check-in. A Infraero informou que os vôos estavam sendo realizados sem atraso, acrescentando que o problema é única e exclusivamente, da TAM. Colaborou João Naves.

Agencia Estado,

14 Fevereiro 2007 | 12h23

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.