Principal ligação entre SC e PR deve ser liberada nesta quarta

Estrada está bloqueada na altura do Km 663 devido a um deslizamento de terra na manhã de terça-feira

Solange Spigliatti, do estadao.com.br,

03 de dezembro de 2008 | 09h38

A BR-376 - principal ligação entre o Paraná e Santa Catarina - deve ser liberada até o fim da tarde desta quarta-feira, 3. Na terça, novos deslizamentos de terra provocaram mais um bloqueio na estrada, que já havia sido interditada devido aos desmoronamentos por conta das chuvas que atingiram o Estado. Durante a madrugada, as equipes que fazem a limpeza da pista retiraram a maior parte da terra que cobria a pista no trecho do Km 663, segundo informações da Polícia Rodoviária Federal.    Veja também: Saiba como ajudar as vítimas das chuvas  Chuva inunda ruas em Blumenau e Itajaí Mais de 5,5 mil imóveis continuam sem luz Situação de solo não mudou em SC, diz IPT Desvio é feito na principal ligação entre PR e SC IML divulga lista de vítimas identificadas Repórteres relatam deslizamento em Ilhota  Mulher fala da perda de parentes em SC Tragédia em Santa Catarina  Blog: envie seu relato sobre as chuvas  Veja galeria de fotos dos estragos em SC   Tudo sobre as vítimas das chuvas         Além de tiraram a terra da pista, as equipes também trabalham para evitar novos deslizamentos no local. A liberação total do sentido sul da rodovia BR-376 está estimada para o final da tarde, após avaliação de engenheiros sobre as condições de segurança e riscos de novos deslizamentos.   Até as 9 horas desta quarta, apesar do trânsito lento, o motorista não enfrentava congestionamento na região. Na terça, os motoristas enfrentaram até 10 km de trânsito ruim na altura do Km 663 até por volta da 1 hora, segundo a PRF.   Com o aumento do trânsito ao longo do dia, os motoristas devem enfrentar mais lentidão ao longo desta quarta. Policiais da PRF orientam os motoristas na região.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.