Principal testemunha contra Beira-Mar não depõe

Adaílton Cardoso de Lima, principal testemunha de acusação e sobrevivente de uma execução supostamente comandada de dentro do presídio por Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar, em julho último, não compareceu nesta quinta-feira ao Tribunal do Júri para depor no processo em que o traficante é acusado de homicídio.Beira-Mar teria mandado matar, por telefone, três cúmplices na Favela Beira-Mar, em Duque de Caxias. Uma conversa foi grampeada com autorização da Justiça no dia 27 de julho. O crime seria uma vingança.Na ocasião, duas pessoas foram assassinadas ? Antônio Alexandre Vieira e Ednei Tomaz dos Santos. Lima foi baleado, mas, levado para um hospital, conseguiu sobreviver. No entanto, está desaparecido, e a Polícia Civil não tem informações sobre ele.A Justiça não conseguiu localizar a testemunha para depor, e o promotor responsável pelo caso, Rogério de Lima Sá Ferreira, não quis dar declarações. A audiência desta quinta, que inicialmente deveria ser realizada no Fórum de Duque de Caxias, foi transferida para o 4º Tribunal do Júri, no centro do Rio, por medida de segurança.Homens do Batalhão de Operações Especiais (Bope) da Polícia Militar fizeram o transporte de Beira-Mar do presídio, em Bangu, ao Tribunal de Justiça. Outras cinco testemunhas ? quatro moradores da favela e um policial militar ? prestaram depoimento nesta quinta.O PM Gilberto dos Santos contou que quando chegou ao local do crime já encontrou um homem (Vieira) morto ? Ednei dos Santos morreu no hospital. Segundo ele, os moradores da favela ainda sofrem ameaças do bando do traficante.As outras quatro testemunhas ? a mãe de Ednei dos Santos, o irmão de Antônio Vieira, uma mulher que trabalhava em frente ao local do crime e o homem que levou as vítimas para o hospital ? negaram conhecer Beira-Mar e disseram não saber nada sobre o tráfico de drogas.O advogado de Beira-Mar, Lídio da Hora, disse ontem que o processo é ?uma forçação de barra? e que a voz na gravação interceptada não é de seu cliente.

Agencia Estado,

05 de dezembro de 2002 | 19h33

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.