Problema em alegoria deve atrapalhar X-9 Paulistana

Carro quebrado fez uma ala passar por trás da alegoria; manobra pode tirar pontos no quesito harmonia

Gustavo Miranda, estadao.com.br

03 de fevereiro de 2008 | 02h18

O teatro teve seu espaço no desfile da escola de samba X-9 Paulistana, terceira a entrar na avenida nesta segunda noite de desfiles. Com o enredo 'O Povo da terra está abusando. O aquecimento global vem aí... A vida boa sustentável pede passagem', 32 atores que ficaram espalhados pelo quarto carro da escola mostraram, em uma dramatização, tudo aquilo que o homem faz para destruir a natureza. A escola não contava, no entanto, com problemas no transporte de um carro alegórico: uma ala teve de passar por trás do carro e tudo isso pode comprometer a harmonia da agremiação.  Veja as fotos do desfile  'Carnavais de SP e Rio são complentares', diz Serra   Veja as melhores imagens de todos os desfiles em SP   Qual escola de samba será campeã em São Paulo?   A idéia de levar a arte dramática para a avenida partiu do carnavalesco da agremiação, Raul Diniz. O grande destaque da apresentação ficou mesmo com o carro 'Favela'. Nele, os atores ficaram divididos em quatro setores: no chão, as pessoas acostumadas a jogar lixo nas ruas. Na frente, uma favela onde alguns atores ficaram nas janelas dos barracos e outros do lado de fora. Por fim, os ricos, que estavam representados nos destaques. A teatralidade da apresentação foi marcante.  Os problemas causados pela vida do mundo moderno estavam representados já no carro abre-alas. Uma geleira, com a ala das baianas na frente representando o derretimento. Em seguida, a poluição das águas entrou em cena: riscos de queimadas e de desmatamento estarão representados no terceiro carro. As 25 alas da agremiação mostraram soluções para contribuir com a preservação do meio ambiente, como reciclar o lixo e economizar água, e o que se deve evitar para não destruí-lo. Embora tenha feito um desfile bonito, a escola não deve figurar entre as líderes da disputa. Este foi o primeiro ano de Daniel Collete como puxador da X-9. Ele foi campeão do Grupo Especial em 2004 e 2007, pela Mocidade Alegre. O intérprete da escola entrou na avenida fantasiado de urso polar. Uma das alas da X-9 representa os garis e assim que passou em frente à área onde se localizam os profissionais de limpeza verdadeiros, o clima foi de muita descontração e brincadeiras. O grande problema da escola é que a equipe de apoio teve dificuldades para manobrar uma alegoria na entrada da avenida e uma ala passou à frente do carro, o que deve prejudicar a pontuação no quesito harmonia.

Tudo o que sabemos sobre:
X-9 PaulistanaCarnaval 2008

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.