Problema mecânico faz avião retornar para Foz de Iguaçu

Os 99 passageiros do vôo 1957, da Gol Linhas Aéreas, que saiu de Foz do Iguaçu às 6h20 da manhã desta quarta-feira, 28, com destino a Curitiba, passaram um susto 15 minutos depois da decolagem. O avião, que decolou com 20 minutos de atraso, apresentou "problema mecânico", de acordo com nota da empresa distribuída no início desta noite. O vôo, que terminaria no aeroporto de Congonhas, na zona sul de São Paulo, foi cancelado. De acordo com a nota, "como medida de segurança, o comandante regressou ao aeroporto de Foz do Iguaçu, onde a aeronave será submetida aos procedimentos de manutenção". A alguns dos passageiros, funcionários da empresa em Foz disseram que ocorreu um problema de pressão na turbina esquerda. A empresa informou que os passageiros receberam alimentação, assistência e hospedagem e foram reacomodados em dois vôos que saíram à tarde.Segundo o empresário Claodemir Balotin, um dos passageiros, quando começava a ser servido o lanche, veio o aviso do comandante de que o "avião estava avariado" e todos deveriam apertar o cinto de segurança, porque estavam retornando ao aeroporto de Foz do Iguaçu. "Não é fácil", disse o empresário. De acordo com ele, não houve pânico, mas a apreensão e o medo eram evidentes nos rostos dos passageiros. "Pousamos sem problema algum", relatou.Ele participaria de um evento em Curitiba, mas como o vôo foi remarcado para a tarde, acabou desistindo da viagem. Balotin disse que, depois que desceu da aeronave, percebeu que havia um vazamento de óleo da turbina. Ele afirmou que nunca tinha passado por uma situação como essa e esperava não ter novamente a experiência. "Não é nada bom", acentuou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.