Procura nas rodoviárias aumentou após as 16 horas

Depois das 16 horas desta quinta-feira, véspera do feriado de Finados, começou a aumentar o movimento de pessoas em busca de passagens nos quatro terminais de ônibus da capital.Foi preciso oferecer veículos extras para algumas regiões. No Tietê, as maiores demandas eram para cidades do litoral norte de São Paulo e sul do Rio, além de Curitiba e Vitória.Segundo a administradora dos terminais, a Socicam, 185 mil pessoas devem deixar a cidade de ônibus entre esta quinta e sexta-feira. Os embarques e desembarques vão somar 600 mil passageiros até segunda-feira.Com três crianças pequenas para cuidar, de idades entre 2 e 5 anos, a dona de casa Érica Pereira Pazote, de 23 anos, foi logo cedo ao Terminal Rodoviário do Tietê e conseguiu passagem para as 10h30. Ia visitar a mãe em Taubaté. "Não gosto de viajar em feriado por causa do trânsito", disse Érica.Os congestionamentos também não pegam mais as estudantes Mariana Moreno Mota, de 17 anos, Mirelle Moreno, de 13, Natália de Castro, de 15, e Angélica Siqueira, de 17. "São só 10 horas e já ficamos meia hora na fila para comprar passagem até Boracéia, em Bertioga. Imagine, mais tarde. No Carnaval, fiquei seis horas na estrada", afirmou Mariana.Mesmo constrangidas, elas confessaram que faltaram à aula nesta quinta-feira por causa da viagem. "Agora é torcer pelo sol", disse Angélica. Na volta, os engarrafamentos não importam. "A gente fica na praia até o último minuto do domingo."A artesã Sheila Laudísio, de 19 anos, esperava na fila para comprar a passagem rumo a Ubatuba, no litoral norte. "Quero conhecer as praias e vender bijuterias", afirmou Sheila. Apenas mais um destino para quem só viaja há dois anos. "Sou do Tocantins e acabei de chegar de Brasília."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.