Procurador aposentado é preso acusado de pedofilia

O procurador de Justiça aposentado Heitor Pedrosa, de 72anos, foi preso nesta sexta-feira por agentes da 12.ª DP (Copacabana) sob acusação de pedofilia. Com mandado de busca e apreensão, a polícia revistou a casa de Pedrosa, na Rua Viveiros de Castro 18, e achou fotos de duas meninas, de 13 e 17 anos, que o haviam denunciado. A máquina polaróide usada pelo aposentado também foi apreendida. As garotas contaram que, em troca das fotos, Pedrosa oferecia dinheiro, bijuterias e roupas íntimas, encontradas em grande quantidade na residência. De acordo com a delegada titular da 12.ª DP, Monique Vidal, as meninas afirmaram que diversas outras menores participaram de sessões fotográficas promovidas pelo aposentado. As fotos tiradas por Pedrosa, disse a delegada, não eram divulgadas nem vendidas a outras pessoas. ?O prazer dele era fazer as fotos, o que é crime?, afirmou Monique.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.