AO VIVO

Acompanhe notícias do coronavírus em tempo real

Procurador cobra medidas contra celulares em prisões

O procurador-geral da República, Antonio Fernando de Souza, cobrou nesta segunda-feira providências contra o uso de telefones celulares em penitenciárias. "Essa questão do celular vem sendo reiteradamente abordada sem que se tenha adotado uma solução ou pelo menos uma solução que seja satisfatória", afirmou o procurador ao comentar a crise do sistema carcerário paulista e as ações comandadas pelo PCC. "Fala-se que vão ser adotados mecanismos técnicos que impedem entrada e saída de sinais. Ou não têm sido adotados ou os meios técnicos são insuficientes."Antonio Fernando disse que há uma situação de descontrole. "Os fatos que são divulgados revelam que o Estado está nesse momento deixando de dar ao cidadão aquele mínimo de segurança que é indispensável para uma vida em comunidade", afirmou. "Os acontecimentos revelam um certo descontrole", acrescentou. O procurador-geral disse que algo tem de ser feito. Segundo ele, o Estado tem de garantir a segurança pública e a liberdade das pessoas. "O que parece evidente é que há necessidade de alguma providência", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.