Procurador envia ao STF parecer por intervenção federal

O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, encaminhou ontem parecer ao Supremo Tribunal Federal defendendo a necessidade de a Corte determinar a intervenção no Distrito Federal, mesmo depois de o governador José Roberto Arruda ter sido preso e afastado do cargo e a Câmara Distrital ter dado os primeiros passos no processo de impeachment. "Todas as medidas adotadas decorreram não da uníssona vontade do Poder Legislativo Distrital de atuar sob o rigoroso cânone republicano e o corolário da responsabilidade dos governantes", argumenta Gurgel no pedido. "Todas as medidas minimamente sérias decorreram do ajuizamento da ação direta interventiva bem como de atos judiciais anteriores e realizados concomitantemente ao processamento do pedido de intervenção."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.