Procuradoria denuncia delegado e bombeiros

A procuradora da República Lilian Dore denunciou ontem, na Justiça Federal,os dois bombeiros e o delegado federal aposentado acusados de assaltar com uniformes da Polícia Federal o empresário A.M.S., semana passada, na Barra da Tijuca.O policial Paulo Sérgio Cardozo Figueiredo e Antônio Lázaro da Silva França e Tito Lívio de Paiva Franco foram denunciados na 1ª Vara Criminal Federal por formação de quadrilha armada, roubo consumado, tentativa de seqüestro e falsificação de símbolos e insígnias. Eles foram flagrados pela reportagem do Estado cometendo o crime. Dore considerou que a falsificação do distintivo da PF é motivo para que o caso tramite na Justiça Federal. Ela endossou o pedido de prisão preventiva feito pela PF. Também ontem, o delegado da 16ª DP, Carlos Nogueira Pinto, remeteu o inquérito do caso à Justiça Estadual. A prisão temporária dos bombeiros foi prorrogada.Além de participação no assalto, o delegado aposentado foi acusado, em 2001, de extorquir R$ 200 mil do ex-gerente executivo do INSS, Luiz Giorno Gomes, preso em maio de 2001 por fraudes contra o INSS.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.