Procuradoria pede condenação de Protógenes

O Ministério Público Federal em São Paulo requereu ontem a condenação do delegado federal e deputado eleito Protógenes Queiroz (PC do B) por fraude processual e vazamento de informações no curso da Operação Satiagraha - investigação sobre suposto envolvimento do banqueiro Daniel Dantas em evasão de divisas e lavagem de dinheiro.

, O Estado de S.Paulo

23 Outubro 2010 | 00h00

O processo contra Protógenes entrou em sua fase final, mas há duas semanas foi interrompido por uma decisão do Tribunal Regional Federal. Agora, a ação foi retomada. A Procuradoria da República apresentou memoriais - alegações finais -, em que pede a condenação de Protógenes. Ele é acusado de fraude durante investigação sobre suposta corrupção ativa atribuída a Dantas, que acabou condenado a 10 anos de prisão.

Antes da deflagração da Satiagraha, em julho de 2008, emissários do banqueiro teriam oferecido US$ 1 milhão à equipe de Protógenes para arquivar inquérito sobre as operações financeiras do grupo Opportunity. Dantas nega. O delegado está afastado de suas funções na PF.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.