Produtores de cachaça organizam feira internacional

A Federação Nacional dos Produtores de Cachaça de Alambique (Fenaca) vai realizar em novembro de 2002, em São Paulo, a Feira Internacional da Cachaça.O objetivo da federação é tentar atrair a atenção do mercado externo para o setor e convocar os produtores brasileiros a um aumento de produção, visando principalmente o crescimento das exportações. Hoje, o Brasil ainda exporta pouca cachaça (0,05% do total produzido no País).Segundo a federação, o País possui 30 mil produtores artesanais, e a produção deste ano está estimada em 1,5 bilhão de litros. O evento se dirige a compradores internacionais e nacionais, produtores e fornecedores de insumos.De acordo com o diretor administrativo-financeiro da federação, Murilo Albernaz, devem ocorrer, como preparação para a feira, dois seminários em cada Estado integrante da Fenaca (Espírito Santo, Paraíba, Minas Gerais, Goiás e Rio Grande do Sul), no período de março a agosto de 2002.Os seminários vão reunir produtores de cachaça e demais integrantes da cadeia de produção e comercialização do setor.No primeiro seminário, de março a junho, os participantes vão abordar os seguintes temas: importância da organização corporativa; adequação e padronização de produtos e processos; legislação e tributação; formação de preço; comercialização, promoção e marketing e associativismo como instrumentos internos de mercado.No segundo seminário, no período de junho a agosto, serão abordados os temas: exportações; profissionalização para venda; logística e apresentação da feira internacional que será realizada em São Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.