Produtos roubados estavam à venda em loja do Wal-Mart

Policiais da Delegacia deInvestigações Gerais (DIG), de Ribeirão Preto, apreenderam, no final da tarde de ontem, cerca de 60 garrafas de licor e uísque e filmes fotográficos roubados, que estavam sendo vendidos pelo hipermercado Wal-Mart, ancorado no Novo Shopping. Osprodutos teriam sido roubados há menos de dois meses de um depósito de Jundiaí. A polícia continua investigando o caso. Aempresa, em nota oficial emitida pela Diretoria de Assuntos Corporativos, informou que "está providenciando todas asinformações solicitadas pelos policiais, com a finalidade de colaborar e encerrar a investigação o mais breve possível". Segundo o delegado titular da DIG, de Ribeirão Preto, José Luís de Meirelles Júnior, a apreensão resultou de vários dias deinvestigação. Ele disse que o delegado Paulo Pereira de Paula, que cuida do caso, estava verificando a procedência damercadoria ontem (08), inclusive se elas pertencem ao lote de mais 2,5 milhões de objetos roubados em Jundiaí e distribuídos no Estado. Alguns funcionários do Wal-Mart foram ouvidos, mas não houve prisões. Na nota oficial da Rede Wal-Mart Brasil, a empresa informa que também foi procurada pelo Deic, de São Paulo, e por policiaisde Ribeirão Preto, ontem (08), para irem ao Centro de Distribuição da empresa, em Itapevi (SP). "Estamos verificando se os produtos (bebidas alcoólicas) foram distribuídos às diversas lojas do Wal-Mart Brasil no mês de dezembro/2003", diz o texto, acrescentando que a empresa estaria os documentos fiscais e legais das mercadorias para fornecer à polícia.

Agencia Estado,

08 de janeiro de 2004 | 17h20

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.