AO VIVO

Acompanhe notícias do coronavírus em tempo real

Professor belga é encontrado morto em Fortaleza

Um professor belga foi encontrado morto, nesta segunda-feira, 22, em um flat da Praia de Iracema, em Fortaleza. Boris Vrancken, de 32 anos, estava há mais de um ano morando irregularmente no Ceará e já havia sido notificado pela Polícia Federal para deixar o País. O corpo dele caiu da cobertura, que fica no 11º andar. Inicialmente, suspeitou-se de suicídio, mas como havia três perfurações no abdômen do professor, a polícia começou a investigar a possibilidade de ele ter sido assassinato. Hipótese esta que, segundo a titular da Divisão de Apoio ao Turista, delegada Adriana Silveira de Arruda, começa a ser descartada. De acordo com a delegada, os peritos do Instituto Médico Legal (IML) avaliaram que as perfurações poderiam ter sido provocadas durante a queda. Também há o depoimento de uma testemunha reforçando a possibilidade de suicídio. "O dono da pousada onde Vrancken morava esteve com ele até as dez horas da noite de domingo. E ele disse a essa pessoa que iria até o flat para se matar. O dono da pousada tentou avisar alguém da família, mas não conseguiu", informou Adriana Arruda.Ainda segundo a delegada, o dono da pousada teria comentado que o belga apresentava tendência suicida, pois morava sozinho em Fortaleza, era alcoólatra e vivia reclamando de ser malsucedido profissionalmente. "Parece que o pai dele era piloto de ´air-bus´, lá na Bélgica. O irmão dele também era. E ele não havia conseguido ser porque tinha problemas nervosos", comentou a delegada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.