Professor de Educação Física é morto no Rio

O professor de Educação Física Fábio de LimaMaranhão, de 34 anos, morreu no fim da noite desta terça-feira com um tiro na cabeça,quando passava de carro pela Avenida das Américas, na Barra da Tijuca, zona oeste. Ele estava acompanhado da amiga Flávia de Oliveira Mano, de 18 anos, e não percebeu quandoum Monza de cor escura emparelhou com seu Palio Weekend.A polícia investiga a hipótese de execução. O corpo do professor foi enterrado nesta quarta à tarde no Cemitério Jardim da Saudade, em Paciência, na zona norte do Rio. ?Pelo o que ela (Flávia) me falou, descarto a possibilidade de assalto porque os bandidos já chegaram atirando?, disse o delegado titular da 16ª Delegacia (Barra da Tijuca), Marcus Henrique Alves.Segundo ele, Flávia disse que os tiros partiram docarona ? havia dois homens no carro. Ela informou também que não sabe se houve anúncio de assalto porque o volume do rádio do carro estava muito alto e, por isso, eles não teriam ouvido nada.Maranhão dava aulas numa academia de ginástica na Barra e voltava para sua casa no Leblon, zona sul.AssaltoCinco homens armados assaltaram na madrugada desta quarta-feira a casa de Claudine Sesta Gaillarde, no Joá, bairro de classe alta da zona sul. Ela e o marido ficaram amarrados enquanto os ladrões reviravam o local.Os criminosos fugiram levando uma câmera de vídeo, talões de cheques, R$ 150, jóias, relógios, roupas e até os sapatos da família. A Polícia Militar foi chamada pelos vizinhos, que estranharam a movimentação na casa, localizada na rua Jackson Figueiredo. Mas, quando os policiais chegaram, os assaltantes tinham escapado.Na segunda-feira, o médico Mário Bronstein, de 68 anos, a mulher, Olga Bronstein, 59, e uma empregada ficaram reféns de quatro ladrões, em Santa Teresa, centro do Rio. O casal foi rendido no portão de casa, quando chegava de carro. Depois de 40 minutos de negociação, a polícia conseguiu prender os assaltantes sem que nada fosse roubado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.