Professor morre após ser atingido por bala perdida no Rio

Duas pessoas foram atingidas por balas perdidas nas proximidades da favela de Manguinhos, zona norte do Rio, na madrugada deste domingo, 25. Uma das vítimas foi o professor de educação física Vladimir Novaes de Araújo, de 28 anos, que morreu com um tiro na cabeça. Um adolescente de 16 anos ficou ferido após ser atingido por um tiro na saída de um baile funk, onde uma outra pessoa morreu vítima de espancamento.Vladimir estava a caminho de casa, em uma van, quando foi baleado. Ele foi levado ao Hospital Getúlio Vargas, na Penha, mas não resistiu aos ferimentos. No momento do disparo, a van passava pela Avenida dos Democráticos, em Manguinhos. Vladimir era filho do jornalista Lênin Novaes, diretor da Associação Brasileira de Imprensa (ABI).Baile funkJá o adolescente foi atingido no final da madrugada, enquanto saía de um baile funk na favela. Levado ao Hospital Salgado Filho, no Méier, o adolescente passa bem. À polícia, ele disse não ter percebido de onde veio o tiro. No mesmo local, Josué Barbosa da Silva, de 27 anos, foi espancado até a morte depois de abordar uma mulher. Ele chegou a ser levado a um posto médico, mas não sobreviveu. Quatro amigos de Josué também sofreram ferimentos durante a briga e foram levados ao hospital Souza Aguiar, no Centro, mas já foram liberados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.