Professor universitário é morto a facadas em Tocantins

Suspeito de matar a vítima fugiu e até o momento não foi localizada, diz Polícia Militar

Priscila Trindade, do estadão.com.br,

06 Janeiro 2012 | 15h16

SÃO PAULO - Um professor da Universidade Federal do Tocantins (UFT) foi assassinado a facadas na madrugada desta quinta-feira, 5, em Tocantinópolis.

Cleides Antonio Amorim, de 42 anos, foi morto após uma discussão em um bar. De acordo com a Polícia Militar, o agressor teria chamado Amorim e outras pessoas que estavam na mesma mesa que a vítima de "viados".

O professor foi atacadoa quando deixou o estabelecimento. Ele foi socorrido e lavado para um hospital da região, mas não resistiu. O suspeito fugiu e ainda não foi localizado.

Amorim era professor assistente e coordenador do curso de Ciências Sociais. A UFT decretou luto oficial de três dias por meio da Portaria nº 11 de 5 de janeiro. O sepultamento será realizado às 10 horas deste sábado, 7, no cemitério municipal de Aparecida de Goiânia, em Goiás.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.