Professora assassinada na porta de clube em São Paulo

Investigadores da Delegacia de Americanópolis, na zona Sul da capital paulista, tentam esclarecer a morte da professora Márcia Serrano Ortiz de Seixas, de 46 anos, vítima de um tiro contra o peito por volta das 20h30 de terça-feira. Ela estava em frente ao Clube Cidade Vargas, localizado na Rua Campo Bom, região do Jabaquara. Não há testemunhas do caso, segundo a polícia.A professora que, segundo as primeiras informações, seria freqüentadora ou funcionária do clube, quando foi atingida pelo tiro estava dentro de seu Fiat Siena preto, placas DET 8141/SP. Não se sabe se ela foi vítima de uma tentativa de assalto, pois, aparentemente, nada foi levado dela. Márcia foi encaminhada em seu próprio carro para o pronto-socorro do Hospital Sabóia, onde morreu. O caso foi registrado no 97º Distrito Policial pelo delegado Daniel Cohen.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.