Professora é assassinada na frente dos alunos no PR

Polícia ainda não tem pistas dos autores do crime; vítima foi atingida por sete disparos

Ricardo Valota, do estadao.com.br,

12 de dezembro de 2008 | 05h59

A professora Silvia Regin da Silva, 42 anos, foi morta a tiros, por volta das 11 horas de quinta-feira, 11, no pátio da Escola Municipal Antonio Prado, no bairro Colônia Antônio Prado, em Almirante Tamandaré(PR), região metropolitana de Curitiba. A Polícia Civil ainda não tem pistas dos autores do assassinato. Segundo testemunhas, a professora foi surpreendida por um rapaz, de capacete, que a chamou pelo nome. Ao se identificar, Silvia foi atingida por pelo menos sete disparos à queima roupa, inclusive na cabeça, morrendo no local, ao lado de crianças de 9 e 10 anos de idade. Outro motoqueiro estaria esperando pelo assassino na porta da escola, que foi invadida pelo criminoso com muita facilidade. Segundo o Instituto de Criminalística (IC), não foram encontradas cápsulas no local do crime, o que indica que o assassino estava armado com um revólver. Após o assassinato, a diretora da escola e os vizinhos avisaram os pais dos alunos, que retiraram as crianças do local. As aulas foram suspensas. Uma das três filhas de Silvia disse à polícia que a mãe aparentemente não vinha sofrendo ameaças. Segundo as filhas, Silvia se separou havia três anos, mas que há apenas um mês teria saído da casa do marido após comprar um imóvel, onde morava com elas. O inquérito que apura o homicídio é presidido pelo delegado Carlos Mastronardi.

Tudo o que sabemos sobre:
Curitibaassassinatoescola

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.