Professora é encontrada morta em mala de carro

O corpo da professora Débora Barreto, de 29 anos, foi encontrado na tarde desta terça-feira dentro do porta-malas de um carro, modelo Siena, abandonado na Rua Major Solon, no bairro Cambuí, um dos mais movimentados da cidade.Segundo a polícia, a vítima foi estrangulada com o cadarço de seu tênis. Débora era professora de Educação Física da Faculdade Metrocamp, de Campinas, e aluna de doutorado da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).Os policiais apuraram que a professora morava no Jardim América, no Distrito de Barão Geraldo, em Campinas. A vítima foi colocada no porta-malas vestindo apenas uma calcinha. Suas roupas estavam dentro do carro, junto com sua bolsa, documentos e objetos pessoais, o que torna menos provável a hipótese de latrocínio (roubo seguido de morte), informou a polícia.Os moradores acionaram os policiais porque o carro estava estacionado no mesmo local desde a noite desta segunda-feira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.