Professora morre ao não entregar bolsa a bandido em SP

A professora Evelize Aparecida Borges Rossoni, de 45 anos, foi morta, com um tiro no peito, por não entregar sua bolsa a dois assaltantes na noite de ontem na zona Leste da capital paulista. Ao lado do operador Paulo Alexandre de Vasconcelos, de 29 anos, a quem dava uma carona, às 22h de ontem, em seu veículo, um Corsa prata, placa CRB 8662/SP, a professora foi abordada por dois homens, um destes armado, na Rua Felipe José de Figueiredo, na altura do nº 550, em Ermelino Matarazzo. Segundo o rapaz que a acompanhava e que foi baleado de raspão por um dos disparos realizados pelos bandidos, a professora tentou convencer os assaltantes a não levarem a bolsa. O criminoso se irritou e atirou à queima-roupa.Evelize e Paulo foram socorridos no Hospital Alípio Correa Neto, em Ermelino Matarazzo, onde a professora morreu. O caso foi registrado no 62º Distrito Policial, do Jardim Popular, pela delegada Elenilce Gabriel dos Santos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.