AO VIVO

Acompanhe notícias do coronavírus em tempo real

Professora passa três horas de terror nas mãos de seqüestradores

Armados com um revólver calibre 38, municiado com 5 projéteis, três bandidos fizeram uma professora, de 34 anos, que trabalha no ensino fundamental da rede pública, passar, na noite de quinta-feira, três horas de terror pelas ruas do Jardim Ana Maria, em Santo André, na Grande São Paulo. Por volta das 19h30, a vítima, que havia acabado de sair de um congresso e iria para a casa da cunhada, onde a filha dela estava, foi abordada pelos criminosos ao passar por uma lombada e reduzir a velocidade de seu Corsa cinza no Jardim Ana Maria. A intenção deles era realizar saques em caixas eletrônicos, mas, como a vítima alegou que não tinha dinheiro na conta, e em sua carteira havia apenas 10 reais, os bandidos resolveram ligar para a cunhada da professora dizendo que só iriam liberá-la depois que eles recebessem 2 mil reais. A cunhada então saiu e cruzou com um veículo de ronda escolar da 3ª Companhia do 10º Batalhão. Ao pedir auxílio aos policiais, a mulher foi orientada a sacar o dinheiro e marcar o local para a entrega do valor, pois ficaria mais fácil de localizar os criminosos. Depois de três horas, por volta das 22h30, com dinheiro sacado e tudo já combinado com os seqüestradores, o encontro ocorreu na esquina da rua Cândido Camargo com a Avenida Nestor de Barros, ainda no Jardim Ana Maria. O cerco aos seqüestradores foi feito por oito carros da Policia Militar. Foram detidos Heliomar Souza santos, 27 anos, que já tem antecedentes criminais por receptação, Marcelo de Moraes Cardoso, de 26 anos, já indiciado em outra ocasião por roubo, e Geneci Mariano Fernandes, de 24 anos, o líder do trio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.