Professora que esqueceu menino na escola será investigada

Conselho Tutelar vai investigar o caso do menino de 4 anos que ficou trancado

Agencia Estado

02 Julho 2007 | 19h16

O Conselho Tutelar de Limeira, no interior do Estado, vai investigar a partir desta segunda-feira, 2, o incidente ocorrido com o estudante Brian Correia Sales, de 4 anos, que foi esquecido na sala de aula no Centro Infantil Irmã Maria José de Jesus Silva, no bairro Cecap, na sexta-feira, 29. O menino ficou ao menos três horas a mais do que o período escolar trancado dentro de uma sala de aula. De acordo com o depoimento dado pelo pai do garoto, Rovilson Sales, à Polícia Civil, a professora, identificada apenas como Célia, teria dito que deixou o menino dormindo embaixo da mesa e teria saído e trancado a sala, e esquecido o menino ali após o horário da aula. Brian foi encontrado com as calças molhadas de xixi. A família teme que o menino fique traumatizado. O pai disse à polícia que ele e a mulher, Daiana, sentiram a falta do filho, que volta da escola em uma van que passa para apanhá-lo por volta de 17 horas. O pai teria sido avisado por familiares que sua sogra havia ido buscar Brian na escola. Após saber que a avó do menino não tinha ido à creche, Sales entrou em contato com o motorista da van e funcionários do centro de educação infantil. Segundo informou a Polícia Civil, ao ser procurada, a professora lembrou que havia deixado Brian na sala de aula. O caso foi encaminhado à Secretaria de Educação. A família registrou Boletim de Ocorrência no plantão policial e estuda as providências que tomará em relação à permanência ou retirada da criança da escola.

Mais conteúdo sobre:
Conselho Tutelar

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.