Professores municipais em greve fazem protesto no Rio

Manifestantes, que reivindicam melhorias nas escolas e planos de cargos e salários, chegaram ao Palácio da Cidade, uma das sedes da prefeitura

Roberta Pennafort, O Estado de S. Paulo

14 de agosto de 2013 | 10h29

Atualizado às 14h30.

RIO - Depois de quase quatro horas de manifestação e passeata, professores municipais em greve chegaram ao Palácio da Cidade (Botafogo, zona sul), uma das sedes da Prefeitura do Rio, na tarde desta quarta-feira, 14. Os manifestantes pedem uma audiência com o prefeito Eduardo Paes (PMDB). Reivindicam melhorias nas escolas e planos de cargos e salários para a categoria. Os manifestantes dizem que conseguiram reunir 10 mil profissionais no protesto. A Polícia Militar contabiliza 5 mil.

O ato começou às 10 horas no Largo do Machado (zona sul) e tomou ruas de Flamengo e Botafogo até a chegada ao palácio. Quatro vias foram fechadas, o que deixou o trânsito caótico na região.

No momento, chove forte, mas os manifestantes não estão se dispersando. Não foram registrados incidentes até agora. Cinco carros do Batalhão de Choque da PM chegaram à área, dirigindo-se ao pátio do 2º Batalhão da corporação, localizado em frente ao palácio.

 

Tudo o que sabemos sobre:
protestosRio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.