Programa cuidará da saúde de menores infratores

O governo criará um programa específico para cuidar dasaúde dos adolescentes infratores que cumprem medidas socioeducativas. Os principais problemas de saúde deste grupo são doenças sexualmente transmissíveis, dependência química de drogas e gravidez precoce, informou o ministro da Saúde, Humberto Costa, depois de assinar com o secretário de Direitos Humanos, Nilmário Miranda, protocolo de intenções para a criação do Plano Nacional de Atenção à Saúde de Adolescentes em Cumprimento de Medidas Socioeducativas. Existem hoje 30 mil adolescentes que cumprem medidas socioeducativas, 11 mil deles estão em unidades de internação. "O objetivo é garantir a atenção integral à saúde dessas crianças que estão desprovidas de seus direitos e obrigadas por decisão judicial ao cumprimento de medidas socioeducativas", disse Costa. Para o ministro, o quadro sanitário deste grupo é semelhante ao dos presidiários. Cerca de um mês atrás, o governo já havia lançado Plano Nacional de Atendimento à Saúde no Sistema Carcerário.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.