Programa pioneiro foi criado há 4 anos na Bahia

No início deste ano, a presidente Dilma Rousseff chamou o governador da Bahia, Jaques Wagner, para saber detalhes sobre o programa Água para Todos, que já dura quatro anos. Nesse período, foram construídas 52.423 cisternas, 1.740 sistemas de abastecimento e perfuração com 2.467 poços e 1.520 ligações de esgoto, com investimentos de R$ 177,6 milhões.

, O Estado de S.Paulo

02 Abril 2011 | 00h00

Dilma decidiu apostar na ideia. Ao traçar as diretrizes do programa para erradicar a miséria, pôs o acesso à água como prioridade e pediu parcerias. "Estamos trabalhando sob a orientação da presidente Dilma no projeto", disse o ministro da Integração, Fernando Bezerra Coelho, que participou, terça-feira, da cerimônia de assinatura para a construção da Adutora do Algodão, na Bahia, ao lado de Wagner.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.