Proibido comércio de carne européia em SP

A Secretaria Municipal do Abastecimento (Semab) proibiu o comércio de produtos derivados de carne bovina da Europa na cidade de São Paulo. O objetivo é evitar problemas de contaminação por causa do mal da vaca louca. Todos os estabelecimentos comerciais do Município terão de retirar os produtos das prateleiras e trocar as mercadorias que já foram vendidas para os consumidores por outro produto.A ação da Prefeitura atende a Resolução 58 da Vigilância Sanitária Nacional, que está em vigor desde o dia 15. Segundo o diretor do Departamento de Inspeção Municipal de Alimentos, Waldemar José de Azevedo, a proibição é por tempo indeterminado. "Temos de ter a certeza de que não haverá nenhum risco à saúde da população", afirmou.A orientação principal é que os comerciantes deixem de vender as mercadorias e orienta a população a evitar o consumo dos alimentos. A partir da próxima semana, fiscais da Semab estarão percorrendo supermercados para ver se a ordem está sendo cumprida. Azevedo não soube informar qual o destino dos produtos proibidos. "Possivelmente eles vão ser inutilizados", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.