Projeto cria região metropolitana de Sorocaba

Sorocaba e 15 municípios do entorno, com população total de 1,2 milhão de habitantes, podem compor uma nova região metropolitana no Estado de São Paulo. O projeto deve ser votado até o fim do ano pela Assembléia Legislativa. Se aprovado, vai criar a quarta metrópole paulista, depois das regiões metropolitanas de São Paulo, Campinas e Baixada Santista. Segundo a minuta técnica, a criação da Região Metropolitana de Sorocaba possibilitará o planejamento e a execução de funções públicas comuns entre os municípios que a compõem, como Votorantim, Itu e Salto. O deputado Hamilton Pereira (PT), autor do projeto, obteve o apoio do prefeito de Sorocaba, Vítor Lippi (PSDB). Como pólo regional, a cidade enfrenta problemas em saúde e habitação, por exemplo, decorrentes de fluxos migratórios que poderiam ser atenuados com uma política conjunta. "Nossa taxa de crescimento urbano está 50% acima da média do Estado de São Paulo", afirma Lippi. "Se não reorganizarmos o desenvolvimento da região, teremos cidades cada vez mais pobres e Sorocaba saturada." A nova região abrangerá Alumínio, Araçoiaba da Serra, Araçariguama, Boituva, Capela do Alto, Ibiúna, Iperó, Mairinque, Piedade, Porto Feliz e Salto de Pirapora. A proposta está na Comissão de Constituição e Justiça da Assembléia e, depois, deve ser encaminhada à Secretaria de Planejamento. Em tentativa anterior de criar a região metropolitana, a secretaria opôs-se ao projeto, alegando que o assunto é de competência do governador.

Agencia Estado,

06 de março de 2006 | 22h56

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.