Projeto prevê estacionamentos subterrâneos no Ibirapuera

O secretário Municipal do Verde e Meio Ambiente, Adriano Diogo, envia até o fim de semana à prefeita Marta Suplicy a minuta do projeto de lei que cria duas garagens subterrâneas sob o Parque do Ibirapuera, com capacidade para 3 mil veículos. "Estamos concluindo algumas alterações no documento, como a redução nos preços do estacionamento entre 5 e 9 horas e após as 17 horas", disse o secretário. Os estacionamentos devem ser construídos numa área de 60 mil metros quadrados. Um deles ficará sob o canteiro central, onde está o Obelisco, entre os portões 1 e 10, na Avenida Pedro Álvares Cabral. O segundo, entre os portões 3 e 4, entre as Avenidas Pedro Álvares Cabral e 4.º Centenário. Pode ser construído ainda um terceiro bolsão, em local a ser definido. O plano de recuperação do parque tem base no projeto desenvolvido pelo arquiteto Oscar Niemeyer, que prevê a remoção de grande parte das vias de circulação de veículos, bem como a retirada dos estacionamentos existentes hoje no local. De acordo com a minuta, as despesas para a elaboração dos estudos e projetos para a obra serão de responsabilidade da empresa que vencer a licitação. A concessionária será remunerada pela cobrança de estacionamento dos veículos, cujos preços devem corresponder aos valores de mercado praticados na região. A concessionária ficará isenta do recolhimento do Imposto Sobre Serviços (ISS) pelo prazo de dez anos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.