Promotor acusado de tentar matar a mulher pode perder o cargo

O Órgão Especial do Colégio dos Procuradores de Justiça autorizou o procurador geral da Justiça, Luiz Antonio Guimarães Marrey a propor ação civil para a perda de cargo contra o promotor João Luiz Bortolan Galvão Minnicelli Trochman. O promotor está preso preventivamente, acusado de tentar assassinar a esposa. Dos 40 procuradores presentes à sessão, 31 votaram a favor da autorização e três contra. Houve quatro abstinências e duas declarações de impedimento. O ato foi publicado no Diário Oficial desta sexta-feira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.